• 0_0_pmkt_janeiro_1300x495px.jpg
  • 0_1_banner_revisa_blog.jpg
  • 0_2_blog_facaparte.jpg

Cooperativas de crédito do DF apresentam crescimento de 20%

As cooperativas de crédito do Distrito Federal, de acordo com dados divulgados pelo Sicoob Central DF, apresentaram crescimento superior a 20% nas sobras no primeiro semestre de 2012 – as sobras são o equivalente ao lucro dos bancos. O DF tem 15 cooperativas de crédito singulares, que reúnem 145 mil pessoas e cujos ativos chegam a R$1,5 bilhão. A carteira de crédito é de R$1,1 bilhão, os depósitos ultrapassam R$1 bilhão e o patrimônio líquido chega a R$ 420 milhões.

O presidente do Sicoob Central DF, José Alves Sena, explica que o crescimento exponencial se deve à confiança que o associado tem na instituição. “O cooperado também é dono da cooperativa, que, por sua vez, investe no relacionamento e conhece seu cooperado. Essa confiança mútua é o diferencial, principalmente em grandes crises financeiras. Esse é um fator que observamos em todo o mundo. Na Alemanha, por exemplo, as cooperativas de crédito têm experimentado o dobro do crescimento registrado pelas demais instituições do mercado.”

Em sua maioria, o perfil das cooperativas do DF é de servidores públicos federais e distritais. Somente a Cooperforte, cooperativa de crédito de funcionários de instituições financeiras estatais, como Caixa Econômica e Banco do Brasil, por exemplo, responde por 130 mil cooperados. Há também cooperativas de pequenos e médios empresários e uma cooperativa de crédito rural.

O microempresário de Samambaia, Roberto Carlos dos Reis, associado há oito anos do Sicoob Empresarial, uma cooperativa de crédito de empresários, conta que teve o suporte da cooperativa, por meio de crédito mais barato e menos burocrático e também consultoria, para expandir seus negócios no ramo de distribuição de alimentos.

Passou de dois para 12 empregados, e hoje atende não só os supermercados de Samambaia, como de todo o Distrito Federal e entorno. “O apoio a todo o meu crescimento veio da cooperativa, que atua com transparência e rapidez. Minha vida mudou neste tempo em que sou cooperado. As cooperativas de crédito se destacam pelas taxas mais acessíveis, pelo atendimento ao cooperado, pela facilidade em negociar e pela cautela com que tratam o dinheiro dos associados”, afirma.

Bahia sediará o 25º Seminário de Cooperativismo de Crédito da Cecresp

Este ano, a 25º edição do Seminário de Cooperativismo de Crédito, organizado anualmente pelo Sicoob Central Cecresp (SP), acontecerá de 25 a 27 de outubro, no Grand Palladium Imbassaí Resort, localizado a 70 quilômetros de Salvador (BA), na Costa dos Coqueiros.

O evento oferecerá um mix de informações técnicas, palestras motivacionais, números atualizados do setor, panorama nacional e internacional, cenários econômicos, tendências, estratégias, oportunidades de negócios, cases de sucesso, temas esses que serão abordados por grandes nomes do segmento no Brasil.

“Estamos no Ano Internacional do Cooperativismo, o que torna o evento ainda mais importante”, destaca Manoel Messias, presidente da Diretoria Executiva (Dexec) da Central. Para Messias, o evento será um momento de grande integração entre as cooperativas. “É lá que as pessoas se conhecem, se reencontram, trocam experiências, discutem ideais e se capacitam”, conclui.Para o presidente do Conselho de Administração do Sicoob Cecresp, Carlos Chiaraba, o seminário também será muito importante para consolidar as ações do Planejamento Estratégico da Central. “É inegável que as cooperativas que prosperam e conseguem se perpetuar no mercado atualmente possuem algo mais do que a sorte”, exemplifica Chiaraba.

O evento contará com palestras de peso como a de Eugenio Mussak que vai falar sobre o “Novo paradigma da gestão: Metacompetência” e de Carlos Hilsdorf que participará com o tema “Cenários, Tendências e Oportunidades de Negócios no Cooperativismo”.

Eugenio Mussak é autor de centenas de artigos e de vários livros sobre liderança, além de escrever mensalmente sobre o assunto para a revista Você S.A. e sobre comportamento para a Revista Vida Simples. Carlos Hilsdorf é economista, Pós-Graduado em Marketing pela FGV, autor, consultor de empresas e profundo pesquisador do Comportamento Humano. Atualmente é considerado o mais carismático e um dos mais requisitados palestrantes do país.

Já estão confirmadas as presenças do presidente do Sicoob Confederação, José Salvino de Menezes; do diretor-presidente do Bancoob, Marco Aurélio Almada; do representante da Confederação Alemã das Cooperativas (DGRV) no Brasil, Matthias Knoch; entre outras lideranças nacionais e regionais. Para mais informações e inscrições ligue (11) 3327-1647 ou acesse o hot site http://seminariocecresp.wordpress.com/

Resultado do Sicoob ES cresce 28% no 1º semestre

O Sicoob Espírito Santo obteve resultado de R$ 54,3 milhões no primeiro semestre de 2012, um aumento de 28% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo o presidente da instituição financeira, Bento Venturim, o resultado foi impulsionado pelo crescimento das receitas de serviços, principalmente seguros, consórcios e cartões, que, juntos, geraram rendimento 81,55% maior do que no primeiro semestre de 2011.

“Nos últimos anos, o Sicoob expandiu o volume de produtos e de serviços prestados aos clientes. Temos hoje um portfólio completo à disposição de empresas e de pessoas físicas em geral, que podem resolver todas as suas necessidades financeiras com o Sicoob”, destaca Venturim. 

Crédito 

O crédito continua sendo o carro-chefe da instituição, totalizando uma carteira de R$ 1,31 bilhão. O crescimento deste segmento no semestre foi de 25,13% em relação ao ano anterior, resultado que está dentro da meta planejada para o período, de acordo com o diretor-executivo do Sicoob, Francisco Reposse Junior. 

Ele ressalta que a cooperativa registrou uma taxa de inadimplência de apenas 1,38%, enquanto a taxa média dos bancos girou acima dos 5%, conforme dados do Banco Central. 

“O mercado financeiro enfrenta problemas com inadimplência devido ao endividamento das famílias. Diante desse cenário, fomos criteriosos na concessão dos empréstimos e estamos com uma taxa de inadimplência – atraso acima de 90 dias – bem menor do que a registrada pelos bancos”, afirma Reposse.

Depósitos 

Outro destaque no período foi o volume de depósitos, que alcançou o total de R$ 1,04 bilhão, um aumento de 28,7%. Para Reposse, essa marca traduz a confiança dos clientes no Sicoob.

“O resultado mostra que o sistema de crédito cooperativo pode alçar voos mais altos e sem sobressaltos. Nossos correntistas sabem que seus recursos estão seguros, pois podem acompanhar as prestações de contas anualmente e com total transparência”, informa.

O diretor acrescenta que o Sicoob conta com um Fundo Garantidor nas mesmas condições que as demais instituições financeiras, o que proporciona maior segurança aos depositantes.

Patrimônio

Com relação ao patrimônio líquido, o Sicoob contabilizou um montante de R$ 423 milhões ao fim do primeiro semestre. O crescimento foi de R$ 77,2 milhões – 22,3% em termos percentuais.

“Nossa meta é chegar a R$ 500 milhões ao final de 2012. Alcançar essa marca será um sonho realizado pelos líderes que ajudaram a desenvolver o sistema de crédito cooperativo no Espírito Santo”, afirma Bento Venturim.

O Sicoob ES também registrou um crescimento expressivo em seu volume de ativos. No período, o montante acumulado foi de R$ 1,8 bilhão, uma evolução de 25% diante do primeiro semestre de 2011.

“Até o final do ano, vamos romper uma marca histórica e chegar a R$ 2 bilhões em ativos. Todos esses números mostram que o Sicoob está cada vez mais preparado para crescer com qualidade e de forma sustentável”, frisa o diretor-executivo. 

Fonte: Com informações da assessoria do Sicoob ES.

Sicoob Central BA altera endereços eletrônicos

O Sicoob Central BA informou a desativação dos endereços eletrônicos com a terminação. This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. e está utilizando somente o domínio sicoob-ba.com.br. Confira aqui a relação dos principais endereços eletrônicos da Central e atualize sua lista de contatos.

13ª Feacoop traz a união entre Coopercitrus e Sicoob Credicitrus

A Coopercitrus, cooperativa de produtores rurais, está preparando a Feira de Agronegócios Coopercitrus Sicoob Credicitrus (Feacoop), que acontecerá nos dias 7, 8 e 9 de agosto, das 8h às 18h, na Estação Experimental de Citricultura de Bebedouro (EECB), em São Paulo.

A principal novidade desta edição é a parceria com o Sicoob Credicitrus, cooperativa associada ao Sicoob SP, com a qual a Feacoop passa a chamar Feira de Agronegócios Coopercitrus Sicoob Credicitrus. A união entre a maior cooperativa na comercialização de insumos, máquinas e implementos agrícolas e a maior cooperativa de crédito da América Latina, oferecerá grandes benefícios para os produtores rurais que forem a Feira em busca de boas ofertas de negócio.

Os produtores poderão contar com os financiamentos oferecidos pelo Sicoob Credicitrus, que disponibilizará linhas de crédito atrativas aos associados, tanto para a área de insumos, por meio do crédito rural, quanto para o setor de máquinas e implementos agrícolas, com o Financiamento de Máquinas e Equipamentos (Fename), ambas, com taxa de juros de 5,5% ao ano.

O objetivo da Feacoop é que todos saiam ganhando. Tanto o produtor que vai adquirir produtos de qualidade assegurada e com preços especiais, contando com um financiamento seguro e ágil, como as cooperativas envolvidas que contam cada vez mais com a confiança do público e fortalecem a união entre as duas entidades.

No ano internacional das cooperativas instituído pela ONU (Organização das Nações Unidas), a campanha da Feacoop 2012 focará o cooperativismo e a cooperação. Neste sentido, não poderia ter um momento melhor para iniciar a parceria com o Sicoob Credicitrus que vem como exemplo de união e trabalho conjunto, retratado no slogan da feira: “Quem coopera negocia melhor”.

Sicoob indicado ao Prêmio Melhores Práticas de Estágio

Pela terceira vez consecutiva, o Sicoob Central BA foi indicado como finalista ao Prêmio Melhores Práticas de Estágio, promovido pelo regional do Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e pelo Fórum de Estágio da Bahia. A cerimônia de premiação desta 9ª edição foi realizada na última quarta-feira, 18 de julho, na sede da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB).

O superintendente do IEL, Armando Neto, ressaltou que o principal objetivo da premiação é reconhecer as melhores práticas para contribuir com a mudança da cultura de estágio dentro das empresas. “É uma forma de reforçar que a essência do estágio é o ato de educar, de contribuir para a formação profissional e cidadã de jovens”, disse.

De acordo com o diretor geral da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), Roberto Lopes, o Prêmio é uma ação que contribui para o esforço de incorporar a inovação nos processos produtivos. “O estágio abre portas para a inserção de novas tecnologias, ideias e mudanças de atitude mudando padrões de comportamento e rompendo com a inércia institucional”, pontuou.

Para o diretor do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado da Bahia (Sebrae-BA), Lauro Ramos, o estágio é fundamental no caminho profissional e a iniciativa da premiação deve ser apoiada e ampliada, pois “cria uma corrente do bem” formando líderes que irão conduzir os destinos das empresas num futuro próximo.

Para o Sicoob Central BA, vencedor da edição de 2010, foi extremamente importante ser indicado novamente este ano, pois demonstra que a empresa está em sintonia com as melhores práticas do mercado, incentivando o desenvolvimento de ações e projetos, valorizando cada vez mais o trabalho dos seus estagiários.


Fonte: Com informações do Sicoob Central BA.

JoomShaper