• 0_0_pmkt_janeiro_1300x495px.jpg
  • 0_1_banner_revisa_blog.jpg
  • 0_2_blog_facaparte.jpg

Banco Central lança moedas comemorativas da Copa do Mundo

O Banco Central lançou nesta quarta-feira (29/2) uma série de moedas comemorativas oficiais da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014TM. Ao todo, são nove moedas, destinadas a colecionadores: uma de ouro, duas de prata e seis de cuproníquel. Veja as imagens das moedas.

A moeda de ouro traz o gol e a Taça da Copa do Mundo. Com valor de face cunhado de R$ 10, vai custar R$ 1.180. A tiragem inicial será de 2.720 e pode chegar ao máximo de 5.000 moedas. 

Uma das moedas de prata faz uma homenagem às doze cidades-sede da competição, e a outra apresenta o tatu Fuleco, mascote oficial da Copa do Mundo no Brasil. Cada moeda de prata, com valor de face  cunhado de R$ 5, será vendida a R$ 190, com tiragem inicial de 12 mil e máxima de 20 mil moedas.

Seis das mais representativas jogadas do futebol estão retratadas na série das moedas de cuproníquel,: a defesa do goleiro, a cabeçada, a matada no peito, o passe, o drible e o gol. As moedas de cuproníquel vão custar, cada uma, R$ 30, com valor de face de R$ 2. A tiragem inicial será 7.400, mas pode chegar ao máximo de 20 mil moedas.

Todas as moedas foram cunhadas pela Casa da Moeda do Brasil e são vendidas em embalagens especiais: as de ouro e prata são apresentadas em estojos, e as de cuproníquel, em cartelas que indicam a posição característica de cada jogada no campo de futebol. Também deverá ser comercializada, a partir de março, um conjunto das seis moedas de cuproníquel que custará R$ 140 a cartela.

As moedas podem ser adquiridas no site do Banco do Brasil (www.bb.com.br) ou nas representações regionais do Banco Central (veja relação abaixo). Nas regionais do Banco Central, o pagamento deve ser feito em dinheiro. Nas compras pela internet, pode ser feito através de boleto bancário ou, se o comprador for correntista do BB, por meio de débito em conta.

Regionais do BC:
Belém (PA) - Boulevard Castilhos França, 708. Telefone: (91) 3181-2099
Belo Horizonte (MG) - Av. Álvares Cabral, 1605. Telefone: (31) 3253-7054
Brasília (DF) - SBS, quadra 3, bloco B, 2.º subsolo. Telefone: (61) 3414-2254
Curitiba (PR) - Rua Cândido de Abreu, 344. Telefone: (41) 3281-3210
Fortaleza (CE) - Av. Heráclito Graça, 273. Telefone: (85) 3308-5470
Porto Alegre (RS) - Av. Alberto Bins, 348. Telefone: (51) 3215-7382
Recife (PE) - Rua da Aurora, 1259. Telefone: (81) 2125-4229
Rio de Janeiro (RJ) - Av. Rio Branco, 30. Telefone: (21) 2189-6281
Salvador (BA) - Av. da França, s/nº - anexo B do Banco do Brasil. Telefone: (71) 2109-4750
São Paulo (SP) - Av. Paulista, 1804. Telefone: (11) 3491-6557

Fique ligado ao preenchimento de cheques em 2014

Todo ano, pela força do hábito, alguns associados acabam se equivocando na hora de datar um cheque e colocam a data do ano anterior. Portanto, é importante ficar atento na hora de preencher os cheques com o ano de 2014.

A confusão na hora do preenchimento é comum na virada do ano. Portanto, durante o mês de janeiro, para os cheques datados com o ano de 2013, as instituições financeiras irão adotar procedimentos de verificação para checar se o documento não foi emitido além do prazo permitido em norma para sua compensação – o prazo é de seis meses. Se for comprovado que, de fato, houve um equívoco no preenchimento do cheque, o mesmo será compensado normalmente. 

Cuidados – O cheque é um importante meio de pagamento e requer cuidados para sua boa conservação, segurança, evitando-se perdas ou extravios, e atenção no uso correto. Por isso, a FEBRABAN divulgou algumas dicas para evitar eventuais problemas: 

• Emita sempre cheques nominais e cruzados; 
• Ao preencher cheques, elimine os espaços vazios, evite rasuras; 
• Controle seus depósitos e retiradas no canhoto, inclusive as realizados com cartão; 
• Evite circular com talões de cheques. Leve apenas a quantidade de folhas que pretende utilizar no dia;
• Quando receber um novo talão confira os dados referentes ao nome, número da conta corrente e CPF e a quantidade de cheques do talonário; 
• Tome o máximo de cautela na guarda dos talões. Destaque a folha de requisição e guarde em separado;
• Nunca deixe requisições ou cheques assinados no talão; 
• Destrua os talões de contas inativas; 
• Separe os cheques de qualquer documento pessoal; 
• Não utilize caneta hidrográfica ou com tinta que possa ser facilmente apagada. Evite canetas oferecidas por estranhos; 
• Não forneça dados pessoais por telefone; 
• Nunca utilize máquina de escrever com fita à base de polietileno, pois os valores preenchidos poderão ser facilmente apagados e modificados.

Horário de verão começa no próximo domingo, dia 20

À 0h do próximo domingo, dia 20 de outubro, tem início o horário de verão em todos os estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Os moradores dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e também do Distrito Federal deverão adiantar o relógio em uma hora. Este ano, Tocantins não adotará o horário de verão, como havia feito no ano passado, nem a Bahia, que adotou em 2011.

Criado com a finalidade de economizar energia durante os meses mais quentes do ano, quando os dias são mais longos, o horário de verão vai até o dia 16 de fevereiro de 2014.

Com a mudança de horário, confira abaixo como os fusos do Brasil se organizarão em relação ao horário da capital do país:

* 2h: os estados do Acre, Amazonas, Roraima e Rondônia ficam duas horas atrás do horário de Brasília;
* 1h: os estados do Nordeste (inclusive Bahia), Pará, Amapá, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul continuam com uma hora a menos do que o horário da capital federal;
* 0h: as regiões Sul e Sudeste, mais o estado de Goiás, adotam a mesma hora de Brasília durante o horário de verão.

Sicoob alerta associados sobre fraude pela internet

O Sicoob informa que golpistas estão utilizando endereços eletrônicos para a emissão de 2º via de boletos falsos. Os documentos estão sendo gerados a partir de links mal intencionados enviados por e-mail ou em páginas da internet.

A geração segura da 2º via de boletos (incluindo boletos vencidos) deve ser feita, exclusivamente, por meio do endereço www.sicoob.com.br/segunda-via-de-boleto. Qualquer outro site ou e-mail oferecendo o serviço com a marca Sicoob deve ser tratado como tentativa de fraude.

A segurança do associado é um compromisso do Sicoob, que investe constantemente em infraestrutura tecnológica adequada, além de adotar uma série de controles e medidas, para ser um sistema de cooperativas de crédito seguro para seu associado.

Caso receba e-mails ou entre em sites suspeitos denuncie e ajude o Sistema a combater as fraudes encaminhando imediatamente ao Sicoob, por meio do endereço eletrônico This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it..

No site do Sicoob o associado tem acesso ao espaço "Entenda Sobre Segurança" com dicas e orientações para navegação na Internet a fim de garantir maior segurança na hora de realizar consultas e transações financeiras, com comodidade e de forma segura.

Saiba como proceder se receber notas manchadas de rosa

Desde 2011 vigora uma regulamentação do Banco Central (BC) sobre cédulas danificadas por dispositivos antifurto. A medida foi tomada depois do aumento de casos de explosão de caixas eletrônicos por criminosos. As instituições financeiras têm instalado dispositivos antifurto nessas máquinas, cujo mecanismo mancha as cédulas do caixa eletrônico com tinta rosa, danificando e invalidando as mesmas.

A medida irá completar dois anos este ano. Mas você sabe como proceder caso saque dinheiro em caixas eletrônicos fora do horário de expediente bancário e as notas estejam manchadas de rosa? Buscamos no site do BC perguntas e respostas que apresentam orientações de como você deve agir caso passe por essa situação.

Confira as informações abaixo e proteja-se:

1 - Como o cidadão deve proceder ao receber dinheiro manchado de rosa?

O cidadão não deve aceitar notas com manchas rosa, pois podem ser provenientes de roubo. É importante sempre verificar o dinheiro e, se tiver essa mancha, recuse receber a cédula manchada.

2 - E se a nota manchada de rosa for sacada no banco ou na cooperativa, inclusive em caixa eletrônico, como proceder?

Se o cidadão sacou uma cédula manchada de rosa no caixa ou em um terminal de autoatendimento, ele deve procurar qualquer ponto de atendimento da instituição financeira da qual é correntista e apresentar a nota manchada. O banco ou a cooperativa de crédito é obrigado a trocar o dinheiro manchado imediatamente.

3 - Em caso de saque de nota manchada nos terminais 24 horas, como proceder?

O cidadão deve procurar qualquer ponto de atendimento da instituição financeira da qual é correntista para efetuar a troca.

4 – O que devem fazer os aposentados que não têm conta em banco ou em cooperativa de crédito se sacarem uma nota manchada de rosa?

Os aposentados que não têm conta em instituições financeiras devem procurar qualquer agência do banco ou da cooperativa de crédito onde sacou o dinheiro para fazer a troca. A instituição financeira é obrigada a trocar o dinheiro manchado imediatamente.

5 – O que devem fazer os beneficiários do Bolsa Família que não têm conta em banco ou em cooperativa de crédito se sacarem uma nota manchada de rosa?

Os beneficiários do Bolsa Família que não têm conta em instituições financeiras devem procurar qualquer agência do banco ou da cooperativa de crédito onde sacou o dinheiro para fazer a troca. A instituição financeira é obrigada a trocar o dinheiro manchado imediatamente.

6 - É obrigatório tirar o extrato da conta e apresentar junto com a nota manchada?

Não. Basta o cidadão ir ao banco ou a cooperativa e solicitar a substituição imediata da cédula manchada. As instituições financeiras têm os registros de saques efetuados, inclusive nos caixas eletrônicos.

7 - É preciso fazer boletim de ocorrência na polícia para realizar a troca junto ao banco ou a cooperativa das notas manchadas retiradas em caixas eletrônicos?

Não. A regulamentação do Conselho Monetário Nacional e do Banco Central do Brasil determina apenas que o cidadão deve procurar o banco ou a cooperativa, o qual é obrigado a trocar o dinheiro manchado imediatamente.

8 - Se receber sem perceber uma nota manchada de rosa em outras circunstâncias, o que fazer?

Se o cidadão recebeu sem perceber uma nota manchada de rosa em outras circunstâncias, como no comércio, deve procurar qualquer agência bancária ou cooperativa de crédito e entregar a cédula. A instituição financeira anotará seus dados (nome, endereço, CPF ou CNPJ no caso de ser empresa) e enviará a cédula para análise do Banco Central. Se ficar comprovado que a mancha não foi provocada por mecanismo antifurto, o cidadão será ressarcido pela instituição. Caso fique comprovado que a mancha é desse tipo de dispositivo, não haverá reembolso.

9 – Como o cidadão poderá saber como está análise das cédulas pelo Banco Central?

O acompanhamento do trâmite pode ser feito via internet, no site do Banco Central (https://www3.bcb.gov.br/mecpublico/). Não há prazo estabelecido para a análise do Banco Central.

10 – Qual o prazo de aviso ao cidadão sobre possível ressarcimento?

Se a cédula for manchada por dispositivo antifurto, a instituição financeira terá três dias úteis, após receber a análise do Banco Central, para comunicar ao cliente que ele não receberá reembolso.

Se a análise do BC apontar que a mancha não é resultado de dispositivo antifurto, o banco ou a cooperativa de crédito terá prazo de 24h para depositar o valor correspondente devido na conta corrente do portador. Se a pessoa que entregou a cédula para análise não for correntista da instituição, o prazo para devolução do valor é de três dias úteis.

11 - Qual é a responsabilidade das instituições financeiras em relação às cédulas disponibilizadas em terminais eletrônicos?

A regulamentação do Conselho Monetário Nacional e do Banco Central do Brasil determina que os bancos e as cooperativas de crédito são responsáveis pelas cédulas disponibilizadas em terminais eletrônicos.

Na hipótese de o caixa eletrônico disponibilizar nota manchada de rosa, a instituição financeira poderá sofrer punição administrativa. Além disso, não será ressarcido por essa nota e ainda terá que pagar os custos que o Banco Central tiver com a reposição e análise do dinheiro. O valor a ser ressarcido ao BC é de R$ 1,00 por nota examinada.

Em caso de dúvidas, consulte o Banco Central ligando gratuitamente para o atendimento ao cidadão no telefone 0800 979 2345 ou pela internet (www.bcb.gov.br).

Fique atento ao preenchimento de cheques em 2013

Com a mudança do ano o correntista deve ficar atento na hora de datar um cheque para não colocar a data do ano anterior. A partir da próxima terça-feira, 1º de janeiro, os cheques devem ser preenchidos com o ano de 2013.

A confusão na hora do preenchimento é comum na virada do ano. Por isso, durante o mês de janeiro, para os cheques datados com o ano de 2012, os bancos e cooperativas de crédito irão adotar procedimentos de verificação para checar se o documento não foi emitido além do prazo permitido para sua compensação – o prazo é de seis meses. Se for comprovado que, de fato, houve um equívoco do cliente no preenchimento do cheque, o mesmo será compensado normalmente. 

É importante tomar alguns cuidados simples no uso de cheques. Veja abaixo algumas dicas que a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) divulgou para evitar eventuais problemas:

•  Emita sempre cheques nominais e cruzados;

• Ao preencher cheques, elimine os espaços vazios, evite rasuras;

• Controle seus depósitos e retiradas no canhoto, inclusive as realizados com cartão;

• Evite circular com talões de cheques. Leve apenas a quantidade de folhas que pretende utilizar no dia;

• Quando receber um novo talão, confira os dados referentes ao nome, número da conta corrente e CPF e a quantidade de cheques do talonário;

• Tome o máximo de cautela na guarda dos talões. Destaque a folha de requisição e guarde em separado;

• Nunca deixe requisições ou cheques assinados no talão;

• Destrua os talões de contas inativas;

• Separe os cheques de qualquer documento pessoal;

• Não utilize caneta hidrográfica ou com tinta que possa ser facilmente apagada. Evite canetas oferecidas por estranhos;

• Não forneça dados pessoais por telefone;

• Nunca utilize máquina de escrever com fita à base de polietileno, pois os valores preenchidos poderão ser facilmente apagados e modificados.

JoomShaper