• 0_0_pmkt_janeiro_1300x495px.jpg
  • 0_1_banner_revisa_blog.jpg
  • 0_2_blog_facaparte.jpg

Cooperativas de crédito terão destaque especial em fórum do BC

Dirigentes do Sicoob, participarão, entre os dias 29 e 31 de outubro, do “IV Fórum Banco Central sobre Inclusão Financeira”. Promovido pelo Banco Central (BC), o evento tem como objetivo apresentar e discutir o desenvolvimento das ações do Plano de Fortalecimento do Ambiente Institucional, no âmbito da Parceria Nacional para Inclusão Financeira, lançado em maio deste ano.

Evento realizado em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) e apoio da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), o Fórum também trará para discussão a atuação das cooperativas de crédito, como forma de comemorar o Ano Internacional das Cooperativas, declarado pela Organização das Nações Unidas (ONU), celebrado em 2012. Como homenagem o BC lançará moeda comemorativa em prata, que poderá ser adquirida durante o evento e posteriormente nas regionais da instituição, bem como no site do Banco do Brasil.

Para a abertura, no dia 29, estão previstas as presenças da presidente da República, Dilma Rousseff, do presidente do BC, Alexandre Tombini, e dos ministros das Comunicações, Paulo Bernardo, e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello. Estratégias para ampliar o acesso da população brasileira aos produtos e serviços do mercado financeiro e pagamentos móveis (mobile payment) serão alguns dos assuntos debatidos ao longo dos três dias de evento, que contará com a presença de representantes do governo, segmento de microfinanças, estudiosos e fomentadores, nacionais e internacionais.

Dentre os temas que serão abordados nos paineis, estão “Ano internacional das cooperativas: perspectivas para o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo” e “Sistema de proteção e fortalecimento do cooperativismo de crédito: o fundo garantidor nacional das cooperativas de crédito”, no primeiro com a participação de José Salvino de Menezes como presidente do Sicoob Confederação e no segundo como coordenador do Conselho Consultivo de Crédito (Ceco) da OCB.

Museu de Valores do Banco Central comemora 40 anos com exposição

Em comemoração aos 40 anos do Museu de Valores, o Banco Central inaugurou uma exposição em seu edifício-sede em Brasília (DF), em solenidade realizada na noite desta quinta-feira (13/9). A mostra selecionada apresenta uma retrospectiva das principais atividades desenvolvidas pelo Museu ao longo de seus quarenta anos de existência, mesclando peças raras e importantes de seu acervo, algumas nunca expostas ao público, com curiosidades e informações, informou a autoridade monetária.

Entre as peças originais estão painéis produzidos pelo cartunista Millôr Fernandes e desenhos de Ziraldo. A exposição também homenageia o designer brasileiro Aloísio Magalhães, que dentre seu vasto trabalho, é o autor da logomarca do Banco Central do Brasil, de seu programa de identidade visual e projetista de cédulas emitidas nos anos 70, cujos esboços de próprio punho, segundo o BC, também poderão ser vistos.

A exposição poderá ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h às 17h30. Aos sábados, domingos e feriados cívicos o horário é das 14h às 18h.

Fonte: G1

Febraban lança aplicativo gratuito para controle de despesas no celular

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) lançou na última terça-feira, 4 de setembro, um aplicativo para celulares que possibilita aos usuários o controle dos gastos fixos e mensais, recebimento de alertas sobre a data de pagamento das contas além de aviso quando entra no vermelho.

Batizado de “Jimbo Mobile”, ele é gratuito e atua como um software de gestão financeira. Para baixar o aplicativo, o interessado deverá acessar o 'Google Play' do celular ou no computador e buscar o aplicativo 'Jimbo Mobile'. O aplicativo da Febraban só pode ser baixado em celulares com plataforma Android.

A versão do Jimbo para computadores existe desde 2011 e pode ser baixada, também gratuitamente, pelo site MeuBolsoemDia. A ideia da Febraban com o lançamento da versão móvel é facilitar o controle dos gastos logo após as compras, permitindo ao consumidor manter um controle mais preciso do seu orçamento. Possibilidade valiosa, já que as despesas pequenas não contabilizadas são muitas vezes as culpadas por deslizes financeiros.

BC lança moeda comemorativa ao Ano Internacional das Cooperativas

Na última quinta-feira, 26 de julho, o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou o lançamento da moeda comemorativa do Ano Internacional das Cooperativas, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Inicialmente serão cunhadas 3.500 unidades, podendo-se atingir o limite máximo de 10 mil moedas. Após o lançamento, previsto para outubro deste ano, as moedas poderão ser adquiridas nas regionais do Banco Central (BC) ou no site do Banco do Brasil.

Cunhada em prata, a moeda comemorativa apresentará a logomarca oficial do Ano Internacional das Cooperativas e o slogan: “Cooperativas constroem um mundo melhor”.

O cooperativismo, de acordo com dados do BC, reúne aproximadamente 1 bilhão de pessoas em mais de 100 países, sendo responsável pela geração de 100 milhões de empregos. Ao instituir o ano de 2012 como Ano Internacional das Cooperativas, a ONU visa promover o cooperativismo como instrumento de desenvolvimento socioeconômico, redutor da pobreza.

No Brasil, ainda segundo o BC, há 6.586 cooperativas e aproximadamente dez milhões de cooperados, em 13 diferentes ramos de atuação do setor. O lançamento da moeda comemorativa em homenagem ao Ano Internacional das Cooperativas é um reconhecimento da importância da iniciativa da ONU e também uma forma de ampliar a visibilidade e a conscientização a respeito dos benefícios do cooperativismo.

Novas notas de R$ 10 e R$ 20 começam a circular hoje

Começam a circular nesta segunda-feira, 23 de julho, as novas cédulas de R$ 10 e R$ 20 da segunda família do real. O Banco Central do Brasil (BC) já havia lançado em dezembro do ano passado as cédulas de R$ 50 e R$ 100, da mesma família.

Além de elementos de segurança mais modernos e fáceis de verificar, a segunda família de cédulas incorporou novas marcas táteis e tamanhos diferenciados, para facilitar a identificação dos valores das cédulas pelos deficientes visuais.

As notas de R$ 2 e R$ 5 serão lançadas em 2013, ainda sem data definida. Segundo o BC, a segunda geração de cédulas do real continuará circulando simultaneamente com as cédulas antigas, que serão substituídas de acordo com o envelhecimento natural das notas. Clique para visualizar as imagens das cédulas da segunda família do real.

Banco Central lança novas notas de R$ 10 e R$ 20

Na próxima segunda-feira, 23 de julho, o Banco Central do Brasil (BC), vai lançar as novas cédulas de R$ 10 e R$ 20 da segunda família do real. O BC já havia lançado em dezembro do ano passado as cédulas de R$ 50 e R$ 100, da mesma família.

Além de elementos de segurança mais modernos e fáceis de verificar, a segunda família de cédulas incorporou novas marcas táteis e tamanhos diferenciados, para facilitar a identificação dos valores das cédulas pelos deficientes visuais.

As notas de R$ 2 e R$ 5 serão lançadas em 2013, ainda sem data definida. Segundo o BC, a segunda geração de cédulas do real continuará circulando simultaneamente com as cédulas antigas, que serão substituídas de acordo com o envelhecimento natural das notas. Clique para visualizar as imagens das cédulas da segunda família do real.

JoomShaper