• 000Banner_Revista_Blog_1170x300px.jpg
  • 00_Banner-para-blog--Conexão-Sicoob.png
  • 0_Banner_Blog_poupanca_automatica_1170x300px.jpg
  • 1_BannerBlog_Site_CreditoConsignado_Geral_1170x300px.jpg
  • 3_BannerBlog_facaParte_1170x300px.jpg
  • 4_BannerBlog_NovosApps_1170x300px.jpg

Vem aí a nova Revista Sicoob!

Inovações, reforma da previdência, mudanças na educação e empreendedorismo são temas da edição 29 da Revista Sicoob.

O destaque dessa vez ficou por conta das startups que trazem nova dinâmica ao agronegócio. A matéria de capa trata de empresas brasileiras que estão revolucionando o campo e o cotidiano de agricultores e corporações no Brasil e no mundo.

Nessa edição você também conhece a história de duas mulheres que deixaram seus empregos para empreender e como o comércio eletrônico cresce de forma significativa no Brasil, superando a crise.

O entrevistado da vez é Rogério Nagamine – economista do Ipea – falando sobre a reforma da Previdência e seus impactos. Já o artigo da revista foi escrito pelo especialista em Educação Financeira, Reinaldo Domingos, que dá dicas sobre o que fazer com o resgate de recursos do FGTS.

A matéria especial da edição 29 trata sobre os novos modelos educacionais que ganham cada vez mais espaço em escolas nada tradicionais. Outras inovações como a prática de atividades de relaxamento e lazer em ambientes de trabalho também são tratadas na revista; além dos benefícios e vantagens que acompanham os serviços que você contrata sem saber.

Fechando a edição desse trimestre, você confere como a Coopercitrus e o Sicoob Credicitrus estão transformando a vida de milhares de pessoas. Além disso, vai entender a importância de ter um seguro de vida e suas principais vantagens.

A nova revista também está disponível em versão digital e já pode ser baixada para as plataformas iOS e Android.

Cooperativas de crédito devem investir R$ 550 milhões neste ano

As cooperativas de crédito planejam desacelerar seus investimentos em expansão física no país e deverão ampliar os aportes em sistemas de tecnologia neste ano.

O Sicoob, sistema que reúne 3,6 milhões de associados, prevê alocar R$ 263 milhões em tecnologia da informação - de armazenamento de dados a plataformas de atendimento aos clientes.

O Sicredi, que têm 3,5 milhões de usuários, planeja investir R$ 287 milhões na área, em melhorias no serviço por aplicativo de celular, no sistema de cadastro e na mudança dos softwares internos da companhia -valor 80% maior que em 2016.

"A ideia não é se tornar um banco digital, mas esse será nosso principal foco neste ano", diz o diretor financeiro da instituição, João Tavares.

As regiões Norte e Nordeste deverão ampliar sua participação no cooperativismo.

"São localidades menos assistidas pelos bancos, onde há menos concorrência. Em algumas cidades, somos a única instituição financeira", afirma o presidente do Sicoob, Henrique Castilhano Vilares.

O objetivo da instituição é que as áreas, que hoje são 10% do negócio, passem a representar 15%.

Em todo o Brasil, o Sicoob pretende abrir entre 100 e 120 unidades -contra 171 novas agências no ano passado.

O Sicredi incorporou, em 2015, 26 cooperativas do Norte e do Nordeste, mas a integração operacional ainda está em curso, segundo Tavares. As regiões detêm cerca de 7% dos ativos do sistema.

"A expansão física nessas localidades, porém, será feita só em 2018, quando a incorporação estará completa."

 

 

Fonte: Folha de São Paulo

Sicoob finaliza 2016 com 18,2% de crescimento em patrimônio líquido

Com aumento de 7,2% no resultado financeiro, o Sicoob contabilizou R$ 2,55 bilhões contra R$ 2,38 bilhões em 2015, enquanto os ativos totais somaram R$ 76,3 bilhões, um crescimento de 32,5% em relação ao ano anterior. O patrimônio líquido alcançou R$ 16,4 bilhões, um incremento de 18,2% ante R$ 13,8 bilhões registrados em 2015.

No período, as operações de crédito apresentaram variação positiva de 15,4%, passando de R$ 33,3 bilhões para R$ 38,4 bilhões. Os financiamentos rurais e agroindustriais totalizaram R$ 11,5 bilhões, resultado 17,8% superior a 2015. A taxa média de juros praticada pelas cooperativas do Sicoob no crédito pessoal foi de 2,27% ao mês (30,91% ao ano), enquanto no mercado a média foi de 3,65% ao mês (53,75% ano).

Em depósitos totais, o Sicoob registrou acréscimo de 32,5%, alcançando R$ 47,8 bilhões versus R$ 36,1 bilhões referente ao ano anterior. Nos depósitos à vista a expansão foi de 25,8% e nos depósitos a prazo foi registrado crescimento de 37,2%. Já nos depósitos de poupança a evolução foi de 15,3%.

O Sicoob remunerou em R$ 797 milhões o capital social dos cooperados. O Capital Social é parte do patrimônio de uma cooperativa financeira e é composto pelo somatório de todas as quotas-partes dos cooperados.

Os cooperados também foram beneficiados com maior alcance do Sicoob e aumento dos pontos de atendimento, totalizando 2.551 agências, sendo que em 198 municípios o Sicoob é a única instituição financeira presente. Ao todo são 1,2 milhão de brasileiros que não eram reconhecidos pelo sistema bancário tradicional, elevando a inclusão financeira por meio do cooperativismo financeiro.

A taxa média da captação de recursos (remuneração do depósito a prazo) do SFN, em 2016, foi de 9,5% a.a. (ao ano), enquanto a do Sicoob foi de 13,6% a.a., diferença de 4,1 p.p. (ponto percentual). Já a taxa média das operações de crédito (concessões ao cliente/cooperado) do SFN, foi de 32% a.a., em contrapartida, a do Sicoob foi de 27,4% a.a., diferença de 4,6 p.p.

Entre as conquistas de 2016, destaca-se a filiação da Central Sicoob UniMais e adesão de seus 40 mil cooperados. A movimentação integrou ao Sicoob nove cooperativas singulares; 52 pontos de atendimento localizados nas mais diversas cidades do interior paulista, litoral e também grande São Paulo, além de R$ 1,3 bilhão de ativos totais.

O Sicoob também foi reconhecido como o 51º maior grupo empresarial do país pelo anuário “Melhores e Maiores” da Revista Exame. O ranking tem como base as informações financeiras de grandes empresas do país, por meio de levantamento de demonstrações contábeis com o parecer de auditores independentes.

Outro destaque de 2016 foi a criação da Seguradora Sicoob que atuará nos segmentos de vida e previdência. Com expectativa de faturamento de R$ 200 milhões em 2017, a nova companhia é resultado de uma sociedade com a Mongeral Aegon.

O Sicoob ainda contribuiu para a redução do desemprego no País, movimento contrário à realidade brasileira, ao expandir em 6,2% os postos de trabalho. Atualmente o Sicoob gera cerca de 35 mil empregos diretos em sua área de atuação.

Caminhando conforme as tendências do mercado financeiro, foram investidos R$ 180 milhões em tecnologia durante o ano de 2016. Além disso, as transações em canais digitais já representam 65% do total de operações do Sicoob, denotando os avanços tecnológicos do Sistema.

A era tecnológica ganha destaque na 28ª Revista Sicoob

Disponível também em versão digital, a nova edição da Revista Sicoob trata sobre tendências, tecnologia e novos hábitos do mundo em que vivemos.

A velocidade da informação está transformando a relação entre pessoas e máquinas e esses avanços podem afetar o comportamento e o convívio em sociedade. É sobre isso que a matéria de capa trata e envolve as demais reportagens desta edição. Afinal, para onde estamos indo?

O professor que se tornou uma referência na discussão sobre os seres humanos, Clóvis de Barros Filho, participou de um bate-papo com a revista Sicoob, no qual ele fala sobre felicidade, riqueza e inquietações humanas nessa nova era.

A revolução digital, as profissões do futuro e as alternativas para fazer seu dinheiro render são temas de destaque. A revista também mostra novas tendências comportamentais e de consumo, com as matérias sobre publicidade conectada e a experiência de fazer um intercâmbio.

A revista digital está disponível para as plataformas iOS e Android. Baixe hoje mesmo a nova edição da revista.

Nova edição da Revista Sicoob

A nova edição da Revista Sicoob já está disponível na versão digital. Para ter acesso ao conteúdo, é necessário fazer o download do aplicativo na Apple Store e Google Play.

A matéria de capa da nova edição da Revista traz como tema a economia compartilhada e mostra como as startups do mercado colaborativo estão conquistando cada vez mais espaço entre os consumidores.

A publicação apresenta uma matéria exclusiva com Nathália Arcuri, responsável por um dos canais de conteúdo mais acessado da internet brasileira para quem quer investir e fazer o orçamento caber no bolso, o “Me Poupe!”.

Traz também uma matéria sobre educação corporativa com a opinião do escritor do best-seller, o Monge o Executivo, James Hunter. Apresenta ainda uma reportagem sobre os aplicativos que estão mudando o comportamento das pessoas em todo mundo.

JoomShaper